Buscar
  • Helida de Lima

Um Pomar por mais ar...


A palavra POMAR é linda, pois dentro dela há o Ar, o Mar, o Por Ar, e ainda o Amar.

No Sítio sempre pensamos em plantar muitas frutíferas, mas onde escolhemos o platô da casa, lugar alto, com poucas árvores, o solo era de muito cascalho, por isso da pouca vegetação. Lá o lugar foi perfeito para a construção, mas difícil para o plantio.

Mesmo assim insistindo muito, e antes de levantar a casa, começamos a plantar. Para fazer uma boa cova aos arredores, onde há uma torneira sempre perto, tem que ter força, pois bater a enxada no cascalho não é fácil, e a terra tem que vir de longe, além do esterco, que nossos vizinhos sempre nos arrumam. Esta doação de esterco sempre foi muito legal! Lembro de um dia que passei com a Gracione raspando um curral, foram 15 sacos de insumos cheios e umas mil calorias perdidas!

Então mesmo com estas possibilidades, digamos, mais áridas, o pensamento de transformar pedra em vida estava sempre junto conosco. E assim plantamos muitas frutíferas.

A idéia de Pomar vem de longe, lá na Roma antiga já se tinha amontoados de frutas - que se chamavam tanto de fructus como de pomum - daí que uma plantação de árvores frutíferas hoje se chama POMAR. Já os nossos nativos aqui do Brasil não tinham esta preocupação de plantio, pois tudo a floresta providenciava, e ainda providencia em certas regiões, muita fartura.

No sítio encontramos uma frutífera nativa, é o Murici, com seus troncos retorcidos e com um frutinha amarela com gosto de bala chita!

Lá o limão rosa ou o cravo adora o clima e o solo do cerrado, a manga, a pitanga e a acerola também. O maracujá que já é de lá, vai que é uma beleza!

Plantamos mais de 80 pés de frutíferas, algumas foram forte, e para o alto, já com suas florzinhas anunciando seus frutos, mas outras sucumbiram.

Sempre que dá, olha lá a gente sofrendo para abrir a fenda no cascalho...Mas é tão grande a satisfação de pegar um fruto no pé que toda a trabalheira compensa. Já fizemos até suco de laranja com um dia de pequena colheita.

Um Pomar demora de cinco a oito anos para se formar, nós estamos já no terceiro ano plantando. Digo que temos um berçário de frutíferas, que ainda vão em muito, frutificar.

Frutificar, eita, outra bela palavra de se dizer...

No Santa Natureza podemos encontrar, ainda crescendo:

Limão - Laranja - Acerola - Manga - Pitanga - Romã - Maracujá - Uvaia - Jabuticaba - Maçã - Pera - Goiaba - Ameixa - Graviola - Amora - Pitaya - Caju Lima - Seriguela - Abacate - Mexerica - Tamarindo - Uva - Kiwi - Azeitona - Cereja e tantas outras frutas mais, que nosso pensamento e coração quiserem lá plantar.

Ah! Adoramos ganhar mudas. E quem sabe um dia, possamos também doar sementes já crescidas, transformadas em pequenas árvores prenhes de frutos.

Por volta e outra um amigo sempre aparece lá com um saquinho de muda, e nós rapidamente nos colocamos a bater no cascalho, aprontar a cova, misturar o esterco e a terra, afofar a coroa e regar a plantinha.

No sonho e na esperança de uma linda árvore frondosa se expandir pelo solo e pelo céu, cheia de frutos, passarinhos e tucanos aproveitando de seu doce néctar, de sua fresca sombra e da bela visão que é de uma planta frutificar!

#agricultura #façavocêmesmo #ecologia #frugal

463 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo