Buscar
  • Helida de Lima

Cadeira de Alpendre


Se tem algo que nos conforta no final de uma tarde quente de primavera, depois de um dia de afazeres, é uma ótima cadeira de descanso, daquelas de espichar as costas, ajeitar o acento e deixar o corpo solto. Por isso, lembramos sempre das cadeiras tramadas com fio espaguete, uma mobília pra lá de latina.

Essas cadeiras fazem parte de nossas memórias mais frescas de aconchego e preguiça. Tempos em que áreas de lazer, sacadas ou os ditos espaços "gourmets" eram simplesmente varanda ou alpendre (se na frente da casa) e terreiro ou quintal (se nos fundos). São lugares onde habita o frescor das residências: bate-se vento, tem-se plantas, tanque de lavar roupa, mangueiras para molhar os pés, vasos com temperos e são cheios de cantos ensolarados.

Nas grandes cidades, as espaguetes são difíceis de encontrar, e as que existem ganharam jeitos mais sofisticados. Contudo, no interior do Brasil, são bem corriqueiras, e as tradicionais são vistas em qualquer lojinha de móveis, dispostas em pilhas, nas cores verde, azul, vermelho ou preto, e oferecidas na calçada do comércio. Com preço bem popular, é possível comprar mais de uma, para formar uma boa roda para a prosa.

Aqui no Sítio esses acentos são disputados nos horários de nada fazer, levinhas, coloridas e fáceis de carregar, elas correm para todos os cantos e ainda fazem o serviço de nos lembrar de alegrias distantes, mas que enchem nossos corações. Recordações da casa do avô, de algum alpendre para a frente de ruas e vielas, de quintais repletos de tranqueiras e verde, cachorro vira-lata estendido no sol e tantas outras vivências corriqueiras que preenchem nossas histórias...

* Para saber mais sobre esta mobília muito de nossa cultura, fui atrás de um estudo feito por SILVIA KARLA DE OLIVEIRA SARAIVA, intitulado: DESIGN MARGINAL EM SÃO LUiS-MA - A CADEIRA DE MACARRãO UMA ANáLISE SEMIóTICA DE SEUS ASPECTOS CULTURAIS E IDENTITáRIOS. Defendido na Universidade de Brasília.

É só dar um google, que o arquivo na íntegra logo aparece!

#casa

114 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo