Buscar
  • Helida de Lima

Sabores do Cerrado: Macaúba!


O palmito batidinho. Pronto para ser cozido.

Num dia desses fizemos palmito de Macaúba lá no Sítio.

Macaúba (ou macaúva, maçava, macaíba, bocaiúva, bocaiúva, mucaia) é uma palmeira nativa que pode ocorrer em todos os estados brasileiros, mas é encontrada com maior frequência em Minas Gerais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Tem um fruto meloso e macio, com sabor muito doce, por isso é também conhecida como coco-baboso, coco-de-espinho, chiclete-de-baiano, etc. Espinho porque ela é lotada de espinhos em suas folhas e caules.

O palmito é também doce e suave, e depois de encontrada a poupa, tudo pode ser feito, lá na roça a fizemos refogada no fogão a lenha! Foi uma delícia, pois é totalmente diferente de um palmito enlatado.

Combina muito com arroz, feijão e uma saladinha de almeirão e tomates.

Ah! Tem que ter o jeito de descascar o tronco para encontrar a poupa, que fica encondidinha entre as camadas da palmeira.

No sítio quem descascou foi o Djalma e com maestria fez o palmito "batidim".

* Atualmente há produção legalizada de espécies de palmito, e há o controle, por lei, de extração ilegal desta vegetação em todo o território nacional.

Quando criança eu comi muito este refogado, pois no interior de São Paulo era costume, lá eu os chamava de palmito doce, porque tem também o amargo.

Mas aí é a Guerova (ou gueiroba, gariroba, gairoba, jaguaroba, catolé, pati, pati-amargosa, coqueiro-amargoso e palmito-amargoso).

Esta é uma outra palmeira, que também tem um palmito muito saboroso, só que com gosto mais forte.

Em muitas cidades deste mundão que é este país ainda encontramos esta iguaria, tem até pastel com recheio de guerova. Só provando para saber o tanto que é bom!

#comida #fogãoàlenha #façavocêmesmo

842 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo